Casal de idosos é preso suspeito de abusar de neta e bisnetas em Goiás

Sílvio TúlioDo G1 GO

Casal de idosos é preso suspeito de abusar de neta e bisnetas em Goiás (Foto: Divulgação/Polícia Civil)Casal de idosos é preso suspeito de abusar de neta e bisnetas em Goiatuba (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Um casal de idosos foi preso suspeito de abusar sexualmente de uma neta de 23 anos, quando ela era criança, e de duas bisnetas, ambas de 8, em Goiatuba, região sul de Goiás. Segundo a Polícia Civil, o aposentado, de 72 anos, praticava o crime junto com a esposa, de 64, que ora apoiava, ora também o cometia. A investigação apontou que eles ameaçavam e até agrediam as vítimas caso denunciassem a situação. O casal nega as acusações.

Ambos foram detidos na segunda-feira (13), em casa. De acordo com o delegado Patrick Carniel, responsável pela investigação, o caso foi descoberto depois que a neta do casal foi à polícia e contou que a filha havia sido vítima do crime. Na ocasião, o investigador descobriu ainda que a própria jovem também sofreu abusos quando criança.

“A criança relatou a ela o que havia ocorrido, e a mãe nos procurou. Comecei a ouvi-la e ela acabou contando, no decorrer do depoimento, que também foi vítima do avô quando tinha apenas 5 anos. Ela contou que o irmão presenciou o crime e o relatou para a avó. Porém, acabou levando uma surra e avisou que não era para contar o fato a ninguém. Nós o ouvimos agora e ele confirmou o caso”, disse o delegado ao G1.

A bisneta do casal relatou que foi vítima do crime por pelo menos cinco vezes, sendo a última no mês de fevereiro. Em um dos casos, conforme contou à polícia, a avó a ameaçou se resistisse: “Vou pegar um canivete e te picar todinha”. Em outras situações, o suspeito oferecia dinheiro e chocolate para ela.

Outro caso
Além da neta e da bisneta, o casal também é suspeito de abusar de uma enteada da jovem, também de 8 anos, considerada bisneta dos idosos. Carniel informou que, a priori, ela seria ouvida como testemunha, mas também relatou os atos libidinosos.

A situação deixou até mesmo o delegado perplexo. “É uma situação que nos assusta, um crime que se perpetua no tempo e pelas gerações”, destacou.

Os idosos irão responder pelos três abusos. No caso da jovem, o delegado explicou que os crimes contra menores só começam a contar para prescrição a partir de quando a vítima completa 18 anos e que para este delito, a punibilidade é extinta apenas 20 anos depois.

O casal está preso em celas isoladas da Unidade Prisional de Goiatuba. Eles foram autuados por estupro de vulnerável, com a qualificadora de terem praticado o crime contra ascendentes. Se condenados, podem pegar uma pena, somada, de até 45 anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: