Bebê torturado e abusado sexualmente por menor de 17 anos pode perder o pênis

Show beb
O bebê foi mordido em várias partes do corpo. O jovem de 17 anos confessou o crime e disse que fez por ciúmes da namorada / Foto: Divulgação

O bebê de um ano e quatro meses de idade que foi mordido e abusado sexualmente por um adolescente de 17 anos pode ter o pênis amputado, segundo informou a delegada Juliana Tuma, titular da Delegacia Especializada em Crimes contra a Criança e ao Adolescente (DEPCA).

O jovem confessou o crime e disse que fez por ciúmes da namorada, J.F.P, 22, mãe da criança. Segundo a delegada, o jovem afirmou que o objetivo realmente era maltratar a criança. O caso ocorreu na madrugada de domingo (12), no bairro Mauazinho, na Zona Leste de Manaus.

Ainda de acordo com informações repassadas pela titular da DEPCA, durante a apresentação dos envolvidos no crime nesta segunda-feira (13), o adolescente contou em depoimento que abusou da criança porque estava com ciúmes da mãe da criança. No último sábado, dia 11, foi o aniversário dela e amigos teriam organizado a festa, o que deixou o adolescente irritado.

“Ele teria ficado com ciúmes da jovem com os amigos dela na festa e descontou na vítima. Chegou, inclusive, a introduzir o dedo no ânus do bebê. O adolescente declarou que tapava a boca do menino porque ele gritava muito. Chegou a dizer que não entendia como Joycinaira não acordava com o barulho”, declarou a delegada.

Em depoimento, a mãe negou ter conhecimento das agressões, alegou que estava dormindo e que não presenciou o que havia acontecido, mas acreditava que os hematomas tinham sido provocados por uma queda ocorrida há alguns dias.


Mãe e acusado do crime foram apresentados em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira (13). Foto: Jander Robson

“A mãe disse que teria saído no último sábado (11) para comemorar o aniversário dela e teria ingerido bebidas alcoólicas. Ao chegar em casa, por volta de 1h, colocou a vítima para dormir entre ela e o namorado. Apenas pela manhã observou o filho urinando sangue e com os hematomas”, acrescentou Tuma.

Entenda o caso

Na madrugada de domingo (12), o adolescente abusou e torturou a criança com mordidas em várias partes do corpo. A mãe relatou que escutou o bebê chorando, mas que não quis se levantar. O crime só foi descoberto na manhã de ontem (12), pela avó da criança, que achou estranho uma marca de mordida na bochecha do bebê e o levou ao médico.

Lá, foram descobertas várias marcas no corpo da criança e que a mesma foi abusada sexualmente. Em seguida, a polícia foi acionada e prendeu a mãe e o menor de idade.

O bebê está internado em estado grave no Hospital Infantil e Pronto Socorro da Criança da Zona Leste (Joãozinho), no bairro São José. O Conselho Tutelar da Zona Leste está responsável pela guarda da criança.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: