Boletim da PM aponta que menina de três anos morta em Araquari teria sido estuprada

Boletim da PM aponta que menina de três anos morta em Araquari teria sido estuprada Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal

Policiais coletaram testemunhos afirmando que as agressões contra a vítima eram constantes Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

A menina Laura Cardoso, de três anos, foi estuprada e espancada pelo padrasto, de acordo com boletim divulgado pelo  27º Batalhão da Polícia Militar de Araquari. Segundo o boletim da PM, o médico legista compareceu ao Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante Faria, em Joinville confirmou as suspeitas iniciais. Ela teve morte encefálica no domingo. Policiais coletaram testemunhos afirmando que as agressões contra a vítima eram constantes. Também foram recolhidas evidências na residência do casal, como papel higiênico e gases sujos de sangue no lixeiro do banheiro.

Segundo o delegado Luis Felipe Fuentes, que atendeu a ocorrência na Central de Polícia de Joinville, a mãe contou ter saído às 7 horas para trabalhar e voltou para casa às 16 horas, quando encontrou a filha com hematomas e desmaiada na cama. A criança teria ficado aos cuidados do padrasto.

Em depoimento à Polícia Civil, Rafael Silva dos Santos, 20 anos, negou as agressões e qualquer tipo de violência contra a enteada. O delegado afirma que não viu veracidade na versão do suspeito, já que ela não foi corroborada por qualquer outro indício e não tem como ser confirmada.

Na versão de Rafael para a Polícia Militar, ele contou que estava em uma bicicleta com a menina no colo, quando cachorros os atacaram. Ele teria caído sobre a criança e a machucado.

De acordo com o tenente Barros, da PM, os ferimentos encontrados na menina, como lesões corporais e traumatismo craniano, não eram compatíveis com os de quem cai sobre um solo duro, como teria ocorrido caso tivessem sido derrubados da bicicleta.

O homem foi preso em flagrante e encaminhado para Unidade Prisional Avançada (UPA) de São Francisco do Sul. A investigação do caso será realizada pela delegacia de Araquari e o suspeito deve responder por homicídio.

A criança foi levada primeiramente para o pronto-atendimento de Araquari, mas devido a gravidade dos ferimentos foi encaminhada pelo helicóptero Águia da PM ao Hospital Infantil de Joinville. Ela passou por uma cirurgia neurológica durante a noite e permaneceu internada na UTI da unidade até às 16h25, quando foi confirmada a morte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: