Arquivo mensal: dezembro 2015

Mãe sai e deixa bebê e duas crianças trancadas em casa por 7h, diz polícia

Três irmãs foram encontradas trancadas sozinhas dentro de casa, em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. Uma das crianças tem 7 anos, outra tem 2 anos e a mais nova, 4 meses de vida. Segundo a Polícia Civil, a mãe saiu e deixou as filhas na residência por cerca de 7 horas. A bebê está internada em estado grave com sinais de desnutrição.

As garotas foram localizadas no último sábado (12) após uma denúncia anônima. A PM e o Conselho Tutelar foram ao local e tiveram que arrombar a porta dos fundos do imóvel para entrar.

Dentro da residência, as crianças dividiam espaço com muita sujeira e lixo. “Quando entramos na casa, nos deparamos com fezes de galinhas e de crianças, além de duas crianças nuas”, relatou o conselheiro tutelar Hudson Toledo.

A menina mais velha admitiu que a convivência com a mãe é difícil. Questionada se a mulher era uma boa mãe, ela respondeu: “Mais ou menos. Às vezes ela me bate”. A menina disse ainda que já passou noites sozinha com as irmãs: “Ela falava que ia sair e não voltava à noite”.

O delegado que investiga o caso, Marcus Brener, afirmou que ouviu a mulher na segunda-feira (14). Segundo ele, durante o depoimento, a suspeita falou do caso com naturalidade e não escondeu que era negligente.

“Ela dizia que era esporádico, que saia para resolver algum assunto, comprar comida ou ir à escola das meninas. Ela se separou do pai das crianças há cerca de um mês e afirmou que, como não tinha dinheiro para pagar uma babá, deixava as filhas sozinhas”, disse o delegado ao G1.

Brener revelou que chegou a pedir na Justiça a prisão da mulher, mas teve o pedido negado. “Para mim, houve uma tentativa de homicídio, na modalidade de omissão. Mas a Justiça considerou o caso como abandono e indeferiu o pedido. Mas vou juntar novos argumentos e insistir nessa tecla”, explica.

Diante da situação, a mulher foi liberada após o depoimento. As duas crianças maiores estão em um abrigo à disposição do juizado da Infância e da Juventude. Já a bebê está internada em estado grave no Hospital Regional de Luziânia.

Mãe sai e deixa as 3 filhas pequenas trancadas em casa por 7h, diz polícia em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Mãe sai e deixa as filhas trancadas em casa por 7h (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Mãe usuária de drogas deixa 8º filho em hospital, diz Conselho Tutelar

Uma menina de dois dias foi deixada pela mãe na quarta-feira (1º) no Hospital Materno Infantil (HMI), em Goiânia. O conselheiro tutelar que acompanha o caso, Dácio Anacleto, afirma que a mãe, de 30 anos, é usuária de drogas e não tem condições de cuidar da criança. Segundo ele, este é o oitavo filho que a mulher deixa aos cuidados de outras pessoas.

Ainda de acordo com o conselheiro, apesar das condições de saúde da mãe, a menina nasceu saudável. “Mesmo a mãe tendo usado drogas há mais de seis anos, graças a Deus, ela nasceu 100%”, diz.

Dácio conta que a mulher já é conhecida pelo Conselho Tutelar e teve 13 gestações. “Nós conduzimos a mãe para o Conselho para tomar mais informação, para saber o interesse dela com a criança e ela demonstrou total desprezo”, afirma o conselheiro.

O bebê foi levado a um abrigo na capital, que deve ser o lar da menina até que a Justiça defina qual ação será tomada. Lá, ela ganhou o nome de Daniela.

O Conselho Tutelar afirma ainda ter requerido ao Juizado da Infância e Juventude a suspensão dos poderes familiares da mãe sobre a criança. Além disso, ela pode ser indiciada por negligência e abandono de incapaz.

Menina com dois dias de vida foi deixada pela mãe no Hospital Materno Infantil, em Goiânia, Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Menina foi levada a abrigo e deve se chamar Daniela (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Polícia procura pais de duas crianças encontradas nuas perto de mata

Dois meninos de aproximadamente 2 e 3 anos foram encontrados nesta quinta-feira (5), sem roupas e descalços, em uma área próxima a uma mata no Bairro Arco Iris, em Rio Verde, no sudoeste de Goiás. Segundo a Polícia Militar, os pais dos garotos não foram encontrados e as crianças não foram reconhecidas por nenhum morador do bairro.

Uma moradora da região encontrou os garotos e os acolheu até a chegada da polícia. “Colocou a fralda nelas, colocou roupa e deu alimentação. Mas pelo tamanho delas, elas não fornecem o nome dos pais ainda”, afirma o sargento da PM Eliezer José de Oliveira.

Uma moradora da região encontrou os garotos e os acolheu até a chegada da polícia. Os meninos foram levados à delegacia e encaminhados ao Conselho Tutelar.

Informações sobre os responsáveis das crianças devem ser repassadas ao conselho pelo telefone (64) 3620-2050 ou à Polícia Militar pelo 190.

Duas crianças são encontrados nuas próximo a mata em Rio Verde, Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Meninos estão sob os cuidados do Conselho Tutelar (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

PM encontra três crianças sozinhas e com fome dentro de casa, em Goiânia

A Polícia Militar encontrou três irmãos, de 4, 5 e 6 anos de idade, sozinhos em uma casa no Residencial Barra Vento, região noroeste de Goiânia. Os vizinhos perceberam a ausência dos pais e acionaram a corporação para que resgatassem os dois meninos e a menina, segundo os militares. As crianças disseram que estavam sem comer desde o dia anterior.

Os irmãos foram localizados na quarta-feira (18). Quando a PM chegou ao local, por volta das 17h, constataram que o portão estava destrancado. Ao entrar na residência, os policiais encontraram os irmãos brincando no quintal. Os agentes revistaram a casa, mas não acharam os responsáveis pelas crianças.

“Eles já estavam desde o dia de ontem [17] sem alimentação, isso segundo as próprias crianças, e que a mãe tinha saído e não sabiam para onde tinha ido”, disse o subtenente da PM Rogério Gomes.

Como os irmãos relataram que estavam com muita fome, receberam sucos e bolachas. O Conselho Tutelar foi acionado pela Polícia Militar, mas quando chegou ao local, a mãe já tinha sido localizada e retornado para casa. Ela tentou justificar a ausência, mas foi autuada e terá de comparecer ao Conselho Tutelar para dar explicações formais.

“Ela alega que foi à casa de uma vizinha resolver um problema e, depois, na padaria. Porém, segundo a Polícia Militar, já tem um certo tempo que ela deixou as crianças aqui abandonadas. Ela vai receber uma advertência por escrito para ela comparecer no Conselho”, disse o conselheiro tutelar, Omar Borges.

Ainda segundo o conselheiro, se a mãe não tivesse sido localizada, ela poderia responder criminalmente por abandono de incapaz e as crianças poderiam ser colocadas em um abrigo.

Crianças foram localizadas sozinhas e sem alimentação em casa de Goiânia, Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Crianças foram localizadas sozinhas e sem comida em casa (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)