Ex-herdeira da marca de bolsas Kipling tenta matar filhas gêmeas de 14 anos

Do R7

Gram já teria tentado matar as filhas logo após o parto, há 14 anos atrásReprodução/ ABC

A milionária belga Mireille Gram foi presa esta segunda-feira (28) em sua casa na região da Antuérpia depois de ter tentado matar suas filhas gêmeas de 14 anos com uma faca. O crime teria sido cometido quando as garotas dormiam.

A tragédia só foi evitada porque uma das irmãs acordou e conseguiu segurar a mãe. No entanto, uma das meninas ficou gravemente ferida e continua internada, segundo informações do canal ABC.

Gram tem 48 anos e é filha de Tony Gram que, de acordo com a assessoria de imprensa de marca Kipling, era dono da empresa há 10 anos. Atualmente, a companhia especializada na produção de bolsas e mochilas está avaliada em cerca de R$ 756 milhões.

Conforme divulgado, Mireille Gram havia acabado de passar por um divórcio traumático, que terminou com a guarda das meninas ficando com seu ex-marido.

De acordo com a imprensa local, seu marido havia trocado ela por uma amiga mais jovem.

Ainda de acordo com notícias publicadas na imprensa belga, a mulher tinha um longo histórico de depressão. Ela teria tentado afogar as meninas recém-nascidas, afetada por uma depressão pós-parto profunda há 14 anos atrás.

No último domingo (27), Gram entrou no quarto das filhas pouco depois da meia-noite com uma faca na mão. As meninas ainda estavam dormindo quando ela começou a cortar o pescoço de uma delas. A irmã acordou e tentou segurar a mãe. A garota conseguiu escapar e pedir ajuda para a babá da família, que ouviu os gritos de socorro.

Quando a polícia chegou minutos depois, uma das meninas estava gravemente ferida. Ela foi levada para um hospital da região e continua internada. Apesar da gravidade dos ferimentos, a polícia afirmou que a vida da jovem não corre perigo. Já a mãe foi presa, acusada de tentativa de assassinato.

Afastamento da Kipling

Após a punlicação desta reportagem a assessoria de imprensa da marca Kipling no Brasil enviou para o R7 o seguinte esclarecimento:

“Tony Gram era dono da Kipling há 10 anos. Desde que Sr. Gram vendeu a marca, nem ele, sua filha Mireille ou nenhum de seus familiares estiveram envolvidos com os negócios da Kipling.

É uma história muito triste e nossos pensamentos estão com eles.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: