Os pedófilos são doentes. E as mães coniventes com o abuso, o que são?

pedofilia e abuso infantil 3 540x270 Os pedófilos são doentes. E as mães coniventes com o abuso, o que são?

Não há nada a ser comemorado neste 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração  Sexual de Crianças e Adolescentes. Os números de abusos de menores no Brasil são aterradores: 70 denúncias chegam, por dia, ao governo federal por meio do disque 100. Mas fica ainda pior quando os dados revelam que  48% das crianças e adolescentes foram agredidas dentro de casa e 23%, na casa do próprio suspeito.

Em 15% das ocorrências, o suspeito era o pai; em 10%, o padrasto; em 15%, outro grau de parentesco, como avô, tio ou primo. Em 80% dos casos, as vítimas eram meninas e 60% tinham a idade entre sete e 13 anos. Ou seja: os homens da família são os algozes que destroem a infância de suas crianças. E a pergunta imediata que me ocorre é: onde estão as mães, que não percebem que seus filhos estão sendo abusados pelos parentes? Mais inacreditável ainda é perceber que, em muitos casos, a mãe sabe e não faz nada. Duvida da palavra da criança. Defende o marido, o tio, o pai. Como é que pode? O que leva a uma atitude tão desatinada é intrigante.

A sociedade tem sua vasta parcela de culpa nessa massacrante engrenagem . Mulher sozinha ainda sofre toda sorte de preconceitos e, para evitar ficar no mundo sem um macho para chamar de seu, muitas dessas mães fingem que não enxergam a agressão a seus filhos. Em alguns casos é o medo, não de ficar sozinha, mas de também ser agredida, que faz com que fiquem caladas. É inaceitável que isso aconteça. Uma mãe tem o dever de zelar pelo bem-estar de seus filhos e não pode ter medo de denunciar um abusador, seja ele quem for.

No caso de saber quem é suspeito dos abusos, os especialistas recomendam procurar uma delegacia imediatamente e já inserir a criança em um tratamento psicológico. Não tenha medo de denunciar alguém da família, marido/mulher, padrasto, ou qualquer outra pessoa. É muito comum o receio de denunciar por talvez achar que a criança está mentindo ou porque a família será desestruturada depois do “escândalo”. Não há escândalo maior do que se calar diante do abuso sofrido por um filho.

Quanto mais tempo a criança viver o estupro, mais traumatizada ela poderá ficar. Fiquem atentas aos sinais que a criança demonstra. A mãe não pode temer e não é possível  que se cale diante de abusos a seus filhos. É preciso protegê-los e evitar que se tornem parte de uma estatística tão nefasta.. Se os homens da família são campeões em abusos, as mulheres responsáveis pelas crianças precisam agir diferente. Não podem ser coniventes. Os pedófilos são doentes, mas mais loucas são as mulheres que acobertam os abusos cometidos por seus familiares. Nada justifica, nem medo, nem insegurança. Os danos nas crianças podem ser irreversíveis.

Fonte: http://entretenimento.r7.com/blogs/blog-da-db/os-pedofilos-sao-doentes-e-as-maes-coniventes-com-o-abuso-o-que-sao-20150518/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: