Ferreiro é procurado por torturar os próprios filhos usando uma gaiola

Do R7

Homem construiu gaiola para torturar os próprios filhosReprodução/Rede Record

Um ferreiro é procurado por torturar os próprios filhos usando uma gaiola, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Jeferson Antônio da Silva, de 29 anos, teria praticado os atos durante anos com as crianças de seis e oito anos. Inicialmente, ele havia sido denunciado por vizinhos por estar agredindo a mulher. Contudo, uma moradora da região afirmou que os gritos dos pequenos eram constantes e que também realizou queixa por agressão aos menores.

—Qualquer comentário que a esposa fazia a respeito das crianças, ele batia nelas. Elas bateram no meu portão às 00h30 pedindo ajuda. Não tinha como negar ajuda nessa hora.

Ele criou uma gaiola para punir os filhos, que ficavam lá por mais de 24 horas por motivos banais, como demorar mais que o permitido no banho. Ao longo das investigações, a polícia descobriu que ele se utilizava de outras formas de castigo, como colocá-los no canto da parede durante horas.

Quando foi detido da primeira vez, policiais o levaram para a delegacia por lesão corporal. Logo no dia seguinte, Silva foi liberado, uma vez que contra ele havia apenas a denúncia de agressão contra a esposa.

No entanto, agora há um mandado de prisão por tortura física e psicológica das crianças. Silva está foragido. O delegado do caso pediu o auxilio da população para que, quem tiver informações sobre o homem, entre em contato com o Disque-denúncia ou procure a polícia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: