Exame de DNA confirma que corpo achado em lixeira é de bebê morta pelo padrasto

O corpo da pequena Rebeca foi encontrado no lixo
O corpo da pequena Rebeca foi encontrado no lixo Foto: Reprodução
Paolla Serra

O Instituto de Pesquisas e Perícias em Genética Forense (IPPGF) da Polícia Civil do Rio entregou hoje aos agentes da 6ª DP (Cidade Nova) o exame de DNA do corpo encontrado na Usina de Tratamento de Lixo do Caju, na Zona Portuária, no dia 9 de dezembro do ano passado. O teste confirmou que o cadáver é da menina Rebeca Vicktória Cartier Lima Carvalho, de 11 meses. A criança foi morta pelo padrasto, Fernando Mariano, de 29 anos, que confessou o crime e disse que asfixiou a criança porque se irritou com seu choro. Depois, ele a jogou em uma lata de lixo.

Na delegacia, Fernando Mariano confessou o crime
Na delegacia, Fernando Mariano confessou o crime Foto: Divulgação

De acordo com o delegado Antenor Lopes, titular da distrital, com o resultado, será pedida a prisão preventiva de Fernando. Segundo a mãe da criança, Roberta Castilho Monte Carvalho, de 26 anos, ela deixou a filha com o companheiro, na manhã do dia 4. Eles estavam no apartamento onde o casal morava, na Rua Frei Caneca. À noite, quando retornou para casa, Fernando disse que o pai de Rebeca havia sequestrado a menina.

Chupeta do bebê foi apreendida pela polícia
Chupeta do bebê foi apreendida pela polícia Foto: Reprodução

No dia seguinte, Fernando fugiu da residência. No dia que o corpo foi encontrado, o criminoso foi preso em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Num vídeo gravado na delegacia, o homem confessou friamente o crime e deu detalhes do que aconteceu.

– A neném estava chorando, eu fiquei nervoso, sem saber o que fazer, dei mamadeira para a neném. Ela continuou gofando, gofando, dei banho nela, limpei ela, mas ela continuou chorando. Eu, nervoso, peguei a fralda e sufoquei a neném. Ela faleceu. Nervoso, sem saber o que fazer, esperando a Roberta chegar, peguei a neném, botei na bolsa e botei a neném lá no negócio de lixo – afirmou, na ocasião.

Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/exame-de-dna-confirma-que-corpo-achado-em-lixeira-de-bebe-morta-pelo-padrasto-15241554.html#ixzz3XaexPUSM

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: