Pai diz que desmaiou e derrubou recém-nascida no chão no RS

Do G1 RS

O homem de 21 anos, suspeito de ter atirado no chão a própria filha, um bebê de um mês, disse à Polícia Civil que desmaiou com a filha no colo e por isso a criança bateu a cabeça. O caso ocorreu na cidade de Agudo. A menina está internada no Hospital Universitário de Santa Maria, na Região Central do Rio Grande do Sul, com traumatismo craniano, como mostra a reportagem do Bom Dia Rio Grande, da RBS TV (veja o vídeo).

Entretanto, segundo o delegado Eduardo Flores Machado, responsável pelo caso, vizinhos relataram terem ouvido uma discussão na noite do último sábado (30) seguida de um forte barulho. Logo depois a criança começou a chorar. “Segundo as informações que chegaram, através dos depoimentos colhidos na investigação policial, teria ocorrido uma discussão do casal e no momento de fúria o pai teria jogado a criança no chão”, afirmou o delegado.

“Ela disse assim: ‘Vai tomar um banho, tirar esse cheiro de cerveja, de cigarro aí, depois tu pega tua filha’. Aí ele conseguiu pegar ela no colo e veio a irmã dela, tentou pegar ela de volta e deu aquele barulhão. Ele jogou a criança no chão”, contou uma vizinha da família, que preferiu não se identificar.

A menina só foi levada ao hospital da cidade no dia seguinte pelos pais e avós paternos. Depois ela foi encaminhada a Santa Maria e internada na UTI neonatal com traumatismo craniano. “Nós podemos dizer que é estável, não corre risco de óbito, em função da idade, isso corre em segredo de Justiça, a gente não pode adiantar nada além disso”, relatou o diretor do Hospital Universitário, Larry Argenta.

Segundo a polícia, o pai tem antecedentes criminais por roubo e furto. A mãe de 18 anos vai ser investigada por omissão. Uma medida protetiva foi solicitada pelo Ministério Público a Justiça. Para a promotoria, a menina, que completou o primeiro mês de vida, deve ser afastada dos pais.

Os telefones para denunciar casos desse tipo são: o 100 para denunciar agressões contra crianças em todo o país ou o 197 para denunciar qualquer tipo de agressão no Estado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: