Arquivo mensal: maio 2014

Babá que abusou intimamente de bebê de 1 ano e enviou vídeo para namorado na internet pega 27 anos de prisão

Laura Jean Shoulders abusou de bebê que estava cuidando para enviar vídeos íntimos com a criança para homem que conheceu na web.

Uma mulher foi presa por 27 anos depois de abusos a uma criança de um ano de idade a qual estava cuidando. Laura Jean Shoulders, de 47 anos, enviou três vídeos dela, abusando do bebê, para um homem que ela conheceu na internet.
Os vídeos foram compartilhados para outras pessoas rapidamente. Um juiz federal proferiu a sentença para Laura depois que ela se confessou culpada de produzir as imagens.
A Procuradoria Sanford Coats, nos EUA, disse que a mulher não terá nenhuma possibilidade de liberdade condicional. Laura conheceu um homem em Oklahoma na internet em 2012. Os dois começaram a trocar mensagens de texto sobre temas íntimos.
Babá que abusou intimamente de bebê de 1 ano e enviou vídeo para namorado na internet pega 27 anos de prisão
As conversas começaram a tomar rumos para o lado infantil quando Laura enviou os três vídeos de si mesma realizando atos íntimos a uma criança de um ano que ela estava cuidando.
Fonte: Daily Mail

Leia mais em: http://www.techmestre.com/baba-que-abusou-intimamente-de-bebe-de-1-ano-e-enviou-video-para-namorado-na-internet-pega-27-anos-de-prisao.html#ixzz32wi5nweQ

Anúncios

Pedófilo é preso depois de tentar fazer pai estuprar filha de 9 anos

Suposto pai era na verdade um policial disfarçado.

Um homem britânico que tentou convencer os pais a abusarem e estuprarem seus próprios filhos foi preso por 5 anos. Mark Luscombe, de 29 anos, de Verwood, Dorset, foi capturado depois de uma operação secreta de policiais dos Estados Unidos e Reino Unido.
Luscombe usava o nome de ‘Badmomlover’ em um site, e entrou em contato com um homem que ele acredita ser o pai de uma menina de 9 anos de idade. Ele mandou ao homem, que na verdade era um policial disfarçado em San Jose, Califórnia, 93 imagens indecentes e vídeos, pedindo para que ele estuprasse a filha na frente da webcam.
Depois de uma investigação, Luscombe foi preso e admitiu à polícia ter relações íntimas com uma menina de 13 anos de idade. Um juiz em Bournemouth Crown Court ordenou prender Luscombe por 5 anos.
Pedófilo é preso depois de tentar fazer pai estuprar filha de 9 anos
Fonte: Daily Mail

Leia mais em: http://www.techmestre.com/pedofilo-e-preso-depois-de-tentar-fazer-pai-estuprar-filha-de-9-anos.html#ixzz32whQr7KY

Casal é preso após deixar bebê sozinho para ir ao bingo em Paraná

Do R7, com Rede Record

Casal deixou criança sozinha para ir ao bingoReprodução Rede Record

Um casal foi detido em Sarandi, no Paraná, após deixar o filho de apenas onze meses sozinho para ir a um bingo na cidade. Um vizinho que ouviu o choro constante da criança chamou a polícia.

Segundo os policiais que atenderam a ocorrência, o menino estava sozinho no berço com fome, as fraldas sujas e com pouca roupa para o dia de frio. A casa estava suja e revirada. O garoto e outra filha do casal, de três anos, foram levadas para um abrigo.

Os pais foram indiciados por abandono de incapaz e maus-tratos.

Mãe é condenada à prisão perpétua após espancar seu bebê e em seguida posar para foto com criança em prantos

Criança morreu três dias depois, e acusada afirmou que agressor foi o outro filho de dois anos.


Uma mãe foi condenada à prisão perpétua por conta de um crime brutal. Ela espancou seu bebê de 11 meses de vida antes de posar para uma foto ao lado da criança chorando agonizada. 

Emma Wilson bateu repetidas vezes em Callum. A violência foi tamanha que seu vizinho percebeu o teto de seu apartamento “sacudir”. 

O fato ocorreu em março de 2010, mas nesta sexta-feira (24), a mulher acabou condenada. A criança que foi espancada no dia 17 daquele mês foi levada às pressas a um hospital, mas não suportou aos ferimentos e faleceu três dias depois. 

Callum sofreu dano cerebral fatal, além de ter nove costelas fraturadas e uma perna e um braço quebrados. Após os ferimentos, a mulher posou sorrindo para uma foto com a criança ao lado chorando. 

Mãe é condenada à prisão perpétua após espancar seu bebê e em seguida posar para foto com criança em prantos


As fotografias revelaram graves contusões no filho. A mulher culpou seu outro filho, de dois anos, como o autor da brutalidade. 

Durante o julgamento ela contou que manteve a criança em segredo durante sete meses, sob os cuidados de um orfanato. Sua ideia era que Callum fosse adotado, porque pensava que seu namorado a época não iria querer lidar com duas crianças. 

A mulher foi condenada de forma unânime.

Leia mais em: http://www.techmestre.com/mae-e-condenada-a-prisao-perpetua-apos-espancar-seu-bebe-e-em-seguida-posar-para-foto-com-crianca-em-prantos.html#ixzz32Z729I3m

Bebê morre após mamar no peito e polícia investiga suspeita de overdose

Um menino de 1 ano e 3 meses morreu na noite de quinta-feira (22) após mamar no peito da mãe que havia acabado de consumir cocaína na casa onde eles moravam, no Jardim dos Lírios, em Americana (SP). A Polícia Civil suspeita que a morte ocorreu por overdose, mas o delegado Alfredo Luiz Ondas explica que só poderá confirmar informação com o laudo necroscópico do bebê. A mãe foi ouvida na delegacia de plantão e depois liberada.

A criança foi levada para o pronto-socorro do Hospital Municipal de Americana, mas chegou ao local já sem vida, segundo o guarda municipal Dener Wesley. A corporação foi acionada e conversou com a médica pediatra que fez o atendimento. “Ela [a médica] relatou que a mãe, usuária de drogas, disse que antes de amamentar fez uso de cocaína. A criança chegou no hospital com as pupilas dilatadas, já sem vida, após uma parada respiratória provavelmente pelo uso da droga”, relata o guarda. Durante o consumo da cocaína, a mãe estava acompanhada de outras duas pessoas, de acordo com ele.

Bebê morre após mamar no peito e polícia investiga suspeita de overdose em Americana (SP) (Foto: Reprodução EPTV)Bebê morre após mamar no peito e polícia apura
suspeita de overdose (Foto: Reprodução EPTV)

O delegado Alfredo Luiz Ondas também confirma que a mãe confessou ter feito uso de drogas antes de amamentar a criança, mas aguardará o laudo para constatar se a morte foi causada pelo consumo do entorpecente. “Ainda não existem provas a respeito dessa situação. A partir do momento que ficar comprovado que essa criança veio a falecer em decorrência da ingestão de substância entorpecente, sem dúvida ela [a mãe] pode ser presa”, esclarece Ondas. O corpo foi liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) de Americana na manhã desta sexta-feira (23), mas até esta publicação, os locais de velório e enterro não haviam sido definidos.

A Guarda Municipal também informou que  a casa onde a mãe e o bebê viviam é conhecida como ponto de tráfico e consumo de drogas. O imóvel estava bastante bagunçado, com roupas jogadas no chão, muita sujeira, panelas com comidas sem o armazenamento correto no fogão, pia com louças sujas, além de portas e janelas sem vidros e goteiras. A Guarda também encontrou embalagens usadas com armazenamento e distribuição da cocaína.

Casa onde menino de 1 ano morava tinha roupas jogadas no chão e bastante sujeira em Americana (Foto: Reprodução EPTV)Casa onde menino de 1 ano morava tinha roupas jogadas no chão e sujeira (Foto: Reprodução EPTV)

RS: mãe é suspeita de chicotear filho após nota ruim na escola

Do R7, com Rede Record

Menino ficou com marcas como essa por todo o corpo
Reprodução Rede Record

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar a agressão contra um menino de 11 anos na cidade de Muitos Capões, no Rio Grande do Sul, praticada pela mãe. A mulher alegou que chicoteou o filho por saber que ele estava apresentando notas ruins na escola.

Vizinhos acionaram o Conselho Tutelar. A mãe prestou depoimento e foi liberada, mas caso for condenada pela agressão, poderá pegar até dois anos de prisão. O menino foi recolhido e encaminhado para a casa do pai que mora em outra cidade.

Após brigar com esposa, homem mata filho de dois anos a facadas na zona leste

o R7, com Agência Record

José Murilo Ziakm Santos, de dois anos, não resistiu aos ferimentosReprodução/ Facebook

O ajudante José Valter dos Santos, de 48 anos, foi preso em flagrante depois de matar o filho de dois anos, na noite de quarta-feira (21), no bairro Lajeado, zona leste de São Paulo. O crime foi cometido após ele brigar com a esposa na casa de uma amiga.

Segundo a polícia, a mãe do bebê, uma vendedora de 31 anos, estava com o marido na casa de uma amiga quando se eles desentenderam. Ele a ameaçou com um soco no rosto e voltou para casa, na mesma rua.

Quando chegou ao local, o ajudante esfaqueou José Murilo Ziakm Santos, seu filho de dois anos, no peito e no braço. Em seguida, ele tentou se matar com uma facada no peito, mas um menino de 12 anos, que havia presenciado o crime, conseguiu correr e pedir ajuda.

Policiais militares foram acionados e, ao chegaram ao local, encontraram a vítima caída ao lado do pai. O bebê foi levado ao PS Central de Guaianases, onde morreu. Santos está internado em um hospital sob escolta policial. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, ele passou por cirurgia e seu estado é estável.

O caso foi registrado no 50º Distrito Policial como homicídio qualificado e lesão corporal, informou a polícia.