Suspeito de estuprar menina de 13 anos no AP diz que ‘só a enforcou’

Do G1 AP

Suspeito chora ao negar envolvimento em crime ocorrido em Macapá (Foto: John Pacheco/G1)Suspeito chora ao negar envolvimento no crime ocorrido em Macapá (Foto: John Pacheco/G1)

Nesta sexta-feira (14), a Delegacia de Crimes Contra a Mulher (DCCM) prendeu dois suspeitos de terem estuprado e esfaqueado uma menor de 13 anos no dia 7 de fevereiro, no bairro Pacoval, Zona Norte de Macapá. Paulo Rocha dos Santos, de 23 anos, foi pego por agentes da Polícia Civil na noite de quinta-feira (13). Ele disse em entrevista que não participou do abuso sexual, mas que viu a adolescente instantes depois do ato. Chorando, Paulo contou que enforcou a menina achando que ela estava morta. Ele acusa pelo crime o outro suspeito, Cezar Quaresma, também preso.

“O Cezar chegou em casa desesperado me dizendo que tinha furado uma ‘doida’ e eu saí de casa desesperado sem saber o que fazer, e em vez de ajudar ou chamar a polícia para socorre-la, não, eu fui achar de enforcá-la com as mãos, à toa, só para me prejudicar mais ainda. O Cezar queria levar ela para outro lugar, e eu disse não, que era para ficarmos ali (…). Não tive participação nenhuma no estupro”, garantiu o suspeito.

Delegada Elza Nogueira diz não haver dúvidas do envolvimento de Paulo no crime (Foto: John Pacheco/G1)Delegada Elza Nogueira diz não haver dúvidas sobre o envolvimento de Paulo no crime (Foto: John Pacheco/G1)

Cezar Quaresma, de 24 anos, foi preso na tarde desta sexta-feira no bairro Congós, Zona Sul de Macapá. Ele já havia sido preso um dia após o crime, ocorrido em 7 de fevereiro, mas foi liberado pela Justiça no dia 10. Um novo pedido de prisão foi acatado pela Justiça. Outros dois menores de 17 anos, que chegaram a rir ao confessar o estupro, estão na Delegacia de Investigação de Atos Infracionais (Deiai).

Paulo Rocha negou que um cabo de vassoura tenha sido colocado na genitália da menina. O Hospital de Emergências de Macapá, onde a garota ainda está internada, confirmou que a lesão no útero da adolescente foi provocada pelo objeto. A menina ainda levou 16 facadas pelo corpo.

Elza Nogueira, titular da Delegacia de Crimes Contra a Mulher (DCCM) disse que o depoimento do suspeito é falso. Ela afirmou com base nas investigações que Paulo abusou da menor.

Suspeito de violentar adolescente negou envolvimento com a vítima (Foto: John Pacheco/G1)Cezar Quaresma também preso nesta sexta-feira
(Foto: John Pacheco/G1)

“Ele diz que apenas estrangulou a jovem, mas essa é apenas a história dele. Não resta nenhuma dúvida em relação à participação do Paulo, inclusive é ele quem vai indicar o local onde está a arma usada no crime. A própria menor fez o reconhecimento dos agressores”, afirmou Elza, acrescentando que o suspeito será encaminhado para o Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), indiciado pelos crimes de estupro e tentativa de homicídio.

O crime
A adolescente foi abordada durante uma festa por um dos suspeitos que a levou para uma área de mata. “Ela foi estuprada por quatro pessoas, que, em seguida, a esfaquearam por pura perversidade, não havia motivo algum para a violência e chegaram a rir da vítima”, disse o PM Lourival Júnior, responsável pela apreensão dos dois menores suspeitos de participação.

“Ao pensar que a menor havia morrido, os suspeitos fugiram do local e a adolescente se arrastou até próximo a uma rua, quando foi avistada por uma moradora. Esse percurso em que ela se arrastou após ser esfaqueada, foi todo com o cabo de vassoura na genitália”, contou o PM.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: