Mulher que permitia estupro da filha é apresentada pela PC de Uberlândia

Do R7 Triângulo
Foto: TV Paranaíba/Reprodução
Suspeita disse desconhecer os abusos
saiba mais
Foi apresentada pela Polícia Civil (PC) na manhã desta quarta-feira (15) uma mulher de 39 anos suspeita de permitir o estupro da filha de oito anos.

De acordo com a delegada Paula Freitas Mariano, a suspeita, que trabalha com serviços gerais,  foi detida na noite desta terça-feira (14) quando saía do trabalho no Bairro Umuarama.

“O mandado de prisão dela saiu no meio do ano passado, pouco tempo após a denúncia, mas como ela mudou muito de endereço estávamos com dificuldades para encontrá-la”, contou.

Segundo Paula, foram os vizinhos acionaram a polícia ao perceberem que a menina sofria maus tratos e no local a criança confirmou as acusações.

“Eles informaram que a menina, que na época tinha sete anos, era vítima de maus tratos e que deixada trancada em casa, mas, além disso, a criança contou  amigos da mãe a tocavam e beijavam enquanto faziam uso de bebidas alcoólicas”, disse.

Paula contou, também, que a mulher, que tem outros quatro filhos que também não vivem com ela, disse desconhecer os abusos.

“A mãe fala que não viu nada e é espantosa a tamanha frieza dela, tanto que a criança está em um abrigo há um ano e ela nunca foi visitá-la. Além disso, ela  não demonstrou nenhuma preocupação com o fato de estar sendo presa”, comentou.

Ainda segundo a delegada, a suspeita poderá responder por estupro e, se comprovado, por outros crimes.

“Como ela foi omissa ela responde pelo próprio crime, estupro de vulnerável, e se, comprovado, ela também poderá responder por maus tratos e abandono de incapaz”, explicou.

A mulher foi encaminhada para o Presídio Jacy de Assis e a polícia ainda procura pelos homens envolvidos nos abusos.

Na época da denúncia um exame de corpo de delito comprovou que não houve penetração, mas segundo o  Art. 217-A da Lei Ordinária Federal nº 12.015, ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 anos configura estupro e pode resultar em pena de oito a 15 anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: