Homem é acusado de violentar a filha

Menina tem apenas 13 anos; o acusado, um agricultor de 57 anos, também teria, segundo a Polícia Civil, estuprado uma sobrinha de apenas 10

As crianças estavam sendo abusadas há cerca de dois anos; agricultor nega as acusações

 

A Polícia prendeu o agricultor Milton Silva, de 57 anos, acusado de estuprar a filha de 12 anos e a sobrinha de 10. O crime ocorreu na cidade de Nova Canaã do Norte (a 700 quilômetros da Capital), onde o caso foi investigado desde o dia 10 de maio, quando as denúncias chegaram até a Delegacia Municipal de Polícia. 

Seis dias depois, o suspeito teve a prisão preventiva decretada. Ele foi indiciado por estupro de vulnerável, com aumento de pena por ser pai da vítima. A prisão ocorreu na última sexta-feira. 

Policiais da Delegacia Municipal explicaram que pai e filha moravam sozinhos e o abuso ocorria há cerca de dois anos. A mãe da adolescente é usuária de drogas e, atualmente, vive em Colíder, deixando a filha com o pai. A sobrinha era violentada quando ia visitar a prima. 

A garota de 10 anos, por sua vez, segundo as investigações, também sofria abuso sexual do próprio pai, irmão do preso, que mora em Nova Guarita, próxima de Nova Canaã. O caso é investigado na delegacia da Polícia Civil de Nova Guarita. 

Aos policiais, a filha do agricultor relatou que era estuprada pelo pai desde os 10 anos e que Milton fazia o mesmo com a prima de 10, surpreendendo os policiais. 

A menina acrescentou que o pai entrava em seu quarto durante a noite e acariciava seu corpo. Não satisfeito, ainda oferecia R$ 10 para ela manter relações sexuais com ele, além de chamar a filha com desculpas como buscar o celular no quarto dele. Quando isso acontecia, ele trancava a porta e a jogava na cama abusando sexualmente dela. 

A prima confirmou o depoimento dizendo que o tio às vezes oferecia dinheiro para ela. “Algumas vezes dava R$ 2, mas chegou a R$ 50”, relatou. 

Segundo o delegado Bruno Sergio Magalhães Abreu, o caso chegou à Polícia no dia 12 de maio, depois que o pai procurou o Conselho Tutelar para encontrar a filha que havia saído de casa de forma repentina. A adolescente foi localizada pelos conselheiros na casa de uma amiga e disse que não voltaria à residência do pai. A declaração gerou suspeita de algo mais grave e o conselho acionou a polícia. 

Milton negou todas as acusações, dizendo que sua filha é “assanhada” e não gosta dele. De lá, foi levado para a Cadeia Pública de Alta Floresta. 

 

Por: ADILSON ROSA
Fonte: Do Diário de Cuiabá

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: