Criança de um ano é encontrada com sinais de espancamento por vizinhos

Um bebê de apenas um ano e dois meses foi espancado no meio da rua, na tarde desta quarta-feira (10), no bairro Nova Itaparica, em Vila Velha. O menino ficou com várias lesões no rosto e teve dois dentes quebrados. O tio da criança, o montador de andaime industrial Diego Segatto, 30 anos, foi preso, acusado de praticar as agressões. Testemunhas disseram à polícia que viram o acusado dando socos no sobrinho.

Foto divulgada pela polícia mostra os ferimentos na boca do meninoRevoltados, os moradores tentaram interromper o espancamento, mas o montador teria reagido de forma agressiva e pegou pedras para atirar nos populares. As testemunhas tentaram tomar as pedras do suspeito, mas ele conseguiu pegar a criança novamente, deu mais dois socos e jogou o menino no chão, o que provocou a quebra dos dentes.

Os moradores conseguiram imobilizar Diego e, segundo a polícia, espancaram o suspeito. Policiais militares foram acionados e levaram a criança ao Hospital Infantil de Vila Velha, onde recebeu o primeiro atendimento. Depois, o bebê foi transferido para o Hospital Infantil de Vitória.

Diego foi levado para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Vila Velha, onde foi autuado pelo delegado Paulo Ricardo Cassaro por tortura e lesão corporal, sem direito ao pagamento de fiança. Durante a noite desta quarta-feira, Diego foi transferido para o Centro de Triagem de Viana.

Os policiais militares que atenderam à ocorrência ficaram chocados com o estado da criança. “A criança chorava muito quando a socorremos. Tivemos que acalentá-la. O menino sofria de dor. A gente que é pai, que zela pela integridade dos filhos, sempre fica comovido com uma situação dessas. Se eu pudesse, até pegaria essa criança para adoção”, disse o Cabo Marco Aurélio Lugão de Oliveira.

Mãe diz que foi acidente 

A mãe da criança e irmã do suspeito, no entanto, diz que não houve agressão. “Foi um acidente. O menino caiu e bateu o queixo no chão e cortou o lábio. O meu irmão saiu para passear com meu filho e ele caiu. A médica que examinou o menino disse que não há marcas de violência. Ele está bem.

Com quem a criança estava?
Deixei meu filho com a minha mãe e fui trabalhar. Ela dormiu e meu irmão aproveitou para sair com ele. Depois foi aquela confusão.

Porque a senhora acha que fizeram isso?
O pessoal no bairro não gosta muito do meu irmão, porque ele é arrogante, não se mistura muito. Está sempre na dele.

A senhora acha que foi por vingança?
Não sei, mas só vejo essa explicação. Acho que por ser mal visto, quando a criança chorou eles acharam que meu irmão tinha batido nele. Mas isso não aconteceu.

“Não me lembro”, alega o tio

Foto: Marcos Fernandez

Marcos Fernandez

Tio usou gestos obscenos à imprensa e aos moradores durante a prisão

O tio da criança afirmou que não se lembrava perfeitamente do que havia acontecido. Mesmo assim, garantiu que não nunca bateu no sobrinho. “Eu não machuquei meu sobrinho. Eu estava com ele, andando e brincando na rua e, do nada, não me lembro mais. Mas eu nunca ia ter coragem de fazer uma coisa dessas com ele”, afirmou.

 

Diego admitiu que consumiu droga e álcool. “Eu bebi duas cervejas, três conhaques e fumei maconha.” O suspeito revelou, ainda que já foi usuário de cocaína, mas voltou a usar somente maconha. “Da cocaína para o crack é um pulo”, disse.

 

Fonte: Da Redação Multimídia

  1. 1
  2. 2
  3. Próxima página »
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: