Mãe muda versão e afirma que criança estava viva e desapareceu em Santiago

Mãe muda versão e afirma que criança estava viva e desapareceu em Santiago Adriana Franciosi/Agencia RBS

Jovem depôs na 2ª delegacia da Polícia Civil de Porto Alegre nesta segunda-feira Foto: Adriana Franciosi / Agencia RBS
 
As suspeitas da Polícia Civil de que estaria vivo um bebê nascido em abril, em Santiago, e que foi declarado morto à época, ganhou força nesta segunda-feira a partir de um novo depoimento da própria mãe, uma jovem de 25 anos.

A mulher depôs na 2ª delegacia da Polícia Civil de Porto Alegre e confessou ter saído de casa logo depois de dar à luz, deixando o bebê vivo no chão de um quarto, sobre um lençol. Ao retornar, horas depois, a criança havia sumido.

A polícia e o Ministério Público investigam se a criança foi adotada por moradores de Santiago. Até domingo, a mãe sustentava que o bebê estava morto, e que ela havia jogado o corpo no vaso sanitário e puxado a descarga.

No depoimento desta segunda-feira, a mulher disse que deu essa versão por ter sido “muito pressionada pela polícia” de Santiago. Ela disse a ZH que policiais a acusavam de ter matado o bebê e ela, por não saber como justificar a falta do corpo, inventou a versão.

A jovem foi trazida para Porto Alegre na manhã de ontem pelo advogado contratado para defendê-la da acusação de ter matado o recém-nascido. Ela foi levada ao escritório do advogado Leudo Costa, que vinha acompanhando o caso à distância. Foi Leudo que a encaminhou para depor na 2ª DP.

O depoimento durou duas horas e meia. Por entender que sua cliente corre riscos em Santiago, Leudo vai mantê-la na Capital. Ele também solicitará à chefia da Polícia Civil que transfira a investigação para Porto Alegre, já que em Santiago não há delegacia especializada em assuntos de criança.

A mulher também reconheceu na 2ª DP, por foto, um homem que teria conversado com ela na noite do nascimento, quando ela saiu da casa da mãe e foi até a sua residência, onde pegaria roupas. O homem estaria indo visitar uma pessoa que mora nos fundos da casa da jovem e pode ter sido quem pegou o bebê.

A mulher contou no depoimento que quando estava na residência, entrou em trabalho de parto, tendo o bebê no chão do quarto. Ela afirma que depois disso saiu da casa, deixando o recém-nascido sozinho, e voltou para a casa da mãe. Ela detalhou na 2ª DP que ao deixar a casa “encostou um fogão na porta dos fundos e saiu pela porta da frente, trancando com chave.”

Isso teria ocorrido na madrugada do dia 11 e ela teria retornado ao local por volta das 10h30min da manhã, constatando que a criança sumira. Antes de depor na Capital, a mulher disse a Zero Hora não saber explicar o motivo de ter abandonado o recém-nascido.

_ Tenho outros filhos, todos nasceram no hospital. Não sei o que me deu _ disse.

A jovem também admitiu que não fez pré-natal, pois tentava esconder a gravidez de vizinhos:

_ Iam falar que a outra (a filha de um ano e dois meses) nem tinha crescido e eu já estava grávida de novo.

Foi pelo fato de ter escondido a gravidez que ela também teria evitado falar sobre o nascimento e o sumiço. A mulher foi chamada pela polícia em Santiago depois de vizinhos denunciarem que uma criança havia nascido e teria sido morta. A jovem, que não trabalha e recebe R$ 230 mensais do bolsa-família, tem filhos de 10, de oito, de quatro, de dois e de um ano e dois meses.

O fato dela ter aparecido com dinheiro para contratar um advogado em Santiago para defendê-la da acusação de ter matado a criança chamou a atenção da polícia. Ela teria gasto R$ 3 mil com a defesa. Para ZH, ela disse ontem que foram R$ 1,5 mil, oriundos de um empréstimo bancário feito por sua mãe, que também não trabalha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: