Com 11 anos e 150 quilos, criança chama atenção no noroeste paulista

Do G1 Rio Preto e Araçatuba

Uma menina de 11 anos em Uchoa (SP) preocupa autoridades de saúde da região noroeste paulista. Com 150 quilos, ela já tem vários problemas de saúde, não vai à escola e não consegue brincar. O caso foi parar na jJstiça. Depois de analisar toda a história da família, a Vara da Infância e Juventude poderá determinar de forma imediata o tratamento da criança.

Com vergonha do próprio corpo, a menina abandonou a escola nos primeiros dias de aula deste ano. Ela tem dificuldades para se comunicar e limitações físicas por causa do excesso de peso.  De companhia, apenas o cachorro de estimação. A mãe, que trabalha fora, diz que não tem tempo de cuidar da filha e que ela come exageradamente. “Ela come arroz, feijão e ovo frito no café da manhã. Eu tento esconder a comida, mas ela chora, fica a noite inteira comendo”, conta.

Analisada pelo chefe do setor de cirurgia bariátrica do Hospital de Base de São José do Rio Preto (SP), Gilberto Borges de Brito, a condição física da menina assustou as autoridades de saúde, que estão preocupados com a saúde da criança. “É um caso extremamente grave, ela tem realmente grau de obesidade acentuado, com 1.65 metros, tem quase 100 quilos de excesso de peso. Aos 11 anos ela é diabética, hipertensa e pode ter uma alteração genética. Nunca tinha ouvido falar de caso com tal gravidade”, disse Brito.

O médico alertou que a menina precisa de tratamento imediato e acompanhamento de vários profissionais. “Esse grau de obesidade não deve continuar, deve-se ter um esforço multidisciplinar entre várias especialidades médicas para tentar resolver esse problema dela”, explicou.

No Conselho Tutelar, que tem o papel de proteger crianças e adolescentes, ninguém quis falar sobre o caso. Os conselheiros informaram que oferecem auxílio à menina, mas que o tratamento nunca foi levado a sério pela família. Na Vara da Infância e Juventude, o Juiz Osni Assis Pereira informou que representantes do serviço técnico devem fazer uma visita a família e elaborar um relatório sobre o caso.

A mãe diz que concorda com o tratamento e que sonha com a recuperação da filha. A menina foi encaminhada ao Hospital de Base e vai receber acompanhamento de uma equipe multidisciplinar. O Conselho Tutelar de Uchôa se comprometeu a acompanhar a família em todas as consultas e o transporte será disponibilizado pela prefeitura da cidade.

Criança fica o dia todo em casa e come demais, diz mãe (Foto: Reprodução / TV Tem)Criança fica o dia todo em casa e come demais, diz mãe (Foto: Reprodução / TV Tem)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: