Índios guajajaras estão tirando sustento de lixão em Grajaú

 
 
Uma reportagem exibida no JMTV 2ª Edição desta segunda-feira (11) mostrou a situação em que estão vivendo os indígenas guajajaras que, por falta de assistência, têm migrado para as periferias das cidades do Maranhão.
Segundo a guajajara Libiana Pompeu dos Santos, as crianças estão morrendo. “Falta atendimento de saúde para diarreia, gripe, pneumonia”, contou. A indígena faz parte de um grupo de representantes dos guajajaras que procuraram o Ministério Público Federal para denunciar a falta de assistência médica, além da ausência de medicamentos e transporte.
Em vídeo, o repórter Sidney Pereira mostrou uma tribo que está vivendo em uma oca de lona e papelão montada na periferia de Grajaú, a 555 quilômetros de São Luís. No lugar, indígenas grávidas e crianças passam o dia à espera dos caminhões de limpeza urbana sob nuvens de fumaça, em meio a urubus. O objetivo é encotrar algo, em meio ao lixo, que ajude no sustento da família.
O risco de contaminação é maior porque, muitas vezes, eles acabam consumindo alimentos encontrados em meio ao lixo hospitalar, onde podem ser encontradas seringas e medicamentos usados.
 
Do G1 MA com informações da TV Mirante
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: